sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Como dormir bem no camping ou na trilha

   Recentemente tenho visto algumas matérias sobre isolantes térmicos e colchonetes. Notei que existem dúvidas e informações incompletas ou até incorretas correndo por aí.
   Além de tudo que explico neste artigo, confira também o vídeo que eu fiz explicando detalhes dos isolantes térmicos.

    Os sacos de dormir também são muito importantes e são explicados em mais detalhes neste vídeo.


   Muitas são as opções para dormir, dependendo de quanto peso e volume você pode levar, como já comentei aqui no blog no post Mobiliário Campista e também no post Equipamentos Ultra Leves
   Quem vai para um camping de carro, levando uma barraca grande pode com certeza levar um colchão inflável de casal, se não, terá que ter outra opção.
   Se a idéia é algo mais leve e menos volumoso as opções mais comuns são isolante térmico e um saco de dormir, mas não se engane, o isolante pode ser muito importante dependendo da temperatura durante a noite e não deve ser ignorado. Alguns podem se achar super machões e dormem com o saco de dormir direto no chão, outros acham que um colchão inflável comum isola o frio mas isso não é verdade.
   Aprendi ainda bem jovem quando era escoteiro, você precisa mais isolação sob o seu corpo do que sobre ele. Assim não adianta se cobrir com 4 edredons, deitado sobre uma toalha. Mesmo no verão, o chão ficará bem frio de madrugada.
   A opção mais comum é o isolante de EVA (Espuma Vinílica Acetinada). Diferente do colchão comum de espuma de Poliuretano Expandido que tem células abertas e permite a passagem do ar, o EVA tem células fechadas, o que ajuda a melhorar o conforto mesmo com espessuras bem finas, mas principalmente aumenta o isolamento térmico. Alguns ainda possuem uma película aluminizada como na foto abaixo que refletem o calor do seu corpo de volta para você. Pesam cerca de 400g, têm espessura entre 6mm e 15mm e custam pouco, entre R$ 15,00 e R$ 30,00, mas enrolados ocupam um volume grande.
   Existem também o tipo de isolante dobravel que tem uma característica bem interessante: seus "buraquinhos" criam pequenas bolsas de ar que ficam cobertas pelo saco de dormir e aumentam bastante o poder de isolação. São feitos de vários tipos de espuma, mas a mais comum é de Polietileno. São mais confortáveis do que os de EVA pois têm espessura de cerca de 20mm. Dobrados formam um pacote em forma de paralelepípedo. Os mais sofisticados como o Therm-a-Rest Z lite chegam a custar quase US$ 50,00 mas pesam cerca de 300g
   A confusão é muito grande quando de fala de isolantes infláveis. Muitos dizem que o simples fato de ser um colchão de ar já o torna isolante, isso não é sempre verdade. Assim como o vento frio te faz passar maus bocados sem um bom casaco, o ar dentro do colchão irá esfriar rapidamente em contato com o chão frio e durante a madrugada irá gelar as suas costas.
   Para eliminar as dúvidas quanto a capacidade de isolação de um inflável existe uma qualificação especifica que se chama "Valor R". Os colchões infláveis encontrados em supermercados ou aqueles que são usados para piscina, não possuem nenhuma capacidade de isolação. Os bons isolantes tem "Valor R" acima de 4.
   Um exemplo curioso é o Klymit Inertia X Frame que é um tipo de armação inflável que se pode usar dentro do saco de dormir. Foi desenhado a partir do mapeamento do peso do corpo, e alega apoiar o corpo nos pontos de apoio tanto para quem dorme de costas como de lado. Sua maior vantagem é o seu peso de cerca de 280g. Quando enrolado fica do tamanho de uma latinha de refrigerante. Sua forma minimiza os pontos de apoio sobre o saco de dormir reduzindo a compressão e consequentemente reduz a perda de calor normal do saco de dormir quando pressionado, mas não se engane, ele não tem nenhuma capacidade de isolação, possui "Valor R" zero. Custa cerca de US$ 100,00.

   Outra opção bem famosa aqui no Brasil são os colchonetes auto infláveis, que não se inflam tão sozinhos assim. Como são caros, são famosos na internet, vi bem poucos destes nos campings. Existe um modelo da Quechua também. Tem uma ótima capacidade de isolamento graças a espuma interna, passando de 3 no "Valor R"

   Uma ótima opção, inclusive é a que eu escolhi é o Exped DownMat Lite 5, feito com revestimento interno de penas, o que aumenta a isolação pra 4.1 de "Valor R", garantindo uma boa noite de sono mesmo em noites frias, para padrões do Brasil, sendo especificado para até 5 graus negativos. Pesa apenas 650g e fica com o volume de aproximadamente 1 litro quando enrolado. É bem confortável pois tem mais de 5 cm de espessura. Custa lá fora cerca de US$ 89,00. Existem muitas opções deste tipo de isolante, mas poucas disponíveis no Brasil e quando encontrados aqui, tem valores bem salgados. As marcas mais famosas são Therm-a-Rest, Big Agnes, Exped entre outras, que são especialistas nesta área.

   Existe ainda um bom recurso para usar com o colchão inflável comum. Claro que isso só se aplica para acampar com o carro, pois é necessário levar o colchão, bomba e etc. Trata-se do Nautika Kuple, que é um tipo de saco de dormir misturado com um lençol com elásticos para se usar junto com o colchão. Emprestei esta foto do blog do Ricardo que já usa o Kuple faz tempo. Veja em Camping e Família. A meu ver o único problema é que não tem isolação entre seu corpo e o colchão, por isso é indicado para temperaturas amenas, se fizer muito frio será necessário colocar algo entre ele e o colchão.
   Uma sugestão de quem tem MUITA experiência nisto o Sr. Luiz Campista. Utilize um isolante de EVA, se possível aluminizado por cima do colchão. Além de isolar o frio, ajuda e deixar sua cama mais lisa, uma vez que o colchão inflável é cheio de ondas, o que pode incomodar um pouco. Já vi sugestões de utilizar o isolante por baixo do colchão, mas assim, as laterais do colchão expostas ao ar frio da noite vão permitir esfriar o ar de dentro e te esfriar do mesmo jeito, só vai levar mais tempo.
  Acredito que estas dicas podem ajudar bastante os campistas de primeira viajem. Minha idéia é evitar que tenham uma noite muito desconfortável e desistam de acampar. Você campista experiente, não deixe seus convidados desconfortáveis, pois assim eles só terão boas experiências e se juntarão à nós, viciados por acampar.
   Obrigado pela visita.

   Walgran e família.