terça-feira, 3 de novembro de 2015

Equipamentos de Trilha e Acampamento Sub Ultralight - Abaixo de 2,5Kg.

    Quando se fala de caminhar para acampar, cada grama conta para aumentar o seu conforto. Com esta linha de raciocínio, preparei (e testei) o kit que explico neste video.
    Tive um experiência muito agradável com este equipamento. Fiquei muito surpreso como nível de conforto, mesmo com um conjunto tão leve e reduzido de equipamentos.
    Segue abaixo links para os equipamentos, na ordem em que estão sendo mencionados no video.




Links:
Pochete Enduro 2000 - Trilhas e Rumos - Loja: Zreu Equipamentos


Lanterna Dínamo ON bright 50 - Loja: Decathlon





Toaks Titanium 450ml Cup - Loja: Amazon


Toalhas Compactas Guepardo - Loja: Zreu Equipamentos



Saco Estanque - Sea To Summit - Loja: Zreu Equipamentos


Meias especiais para caminhada. - Loja: Zreu Equipamentos











sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Equipamentos de Cozinha para Camping e Trilhas

    Os equipamentos de cozinha são essenciais para quem curte uma boa refeição ao ar livre.
    Neste vídeo eu apresento os meus equipamentos atuais, separados em 3 categorias: Camping Estruturado, Conjunto para duas pessoas e Conjunto Minimalista.



    Não que eu seja um grande cozinheiro, mas pelo menos algumas comidas rápidas são bem vindas quando estamos fora de casa.
    No vídeo eu esqueci de dizer que a tampa da panela / caneca da GSI tem uma abertura para você beber diretamente na tampa fechada, muito útil para manter a sua bebida quente mesmo enquanto você está consumindo.

    Segue lista dos equipamentos mencionados para que você possa pesquisar na Internet.

Camping Estruturado:

Conjunto para Duas Pessoas:
    Segue algumas fotos dos equipamentos


    Obrigado pela sua visita.

Walgran e família.

sábado, 11 de outubro de 2014

EDC (Every Day Carry) Coisas úteis para todos os dias,

    EDC é uma prática cada vez mais comum. Muita gente já faz isso, mesmo sem saber que tem nome.
    As suas chaves, celular, documentos, dinheiro, cartão de crédito, são coisas que já levamos todos os dias. Para as mulheres isso é ainda mais comum.
    Bolsa de mulher tem de tudo: escovas de cabelo, batom, rímel, desodorante, agenda de papel (mesmo com a agenda do celular), absorvente, balinhas, chocolate, lencinhos humedecidos, álcool em gel, água, guarda-chuva e muito mais.
    Todos nós temos que carregar coisas que nos são úteis no dia-a-dia, assim a cultura do EDC tem cada vez mais adeptos. Os mais avançados na técnica conseguem carregar muita coisa, não só para uma necessidade corriqueira, mas em alguns casos para situações de emergência, como máscara de poeira, comprimidos de iodeto de potássio para contaminação radioativa, lona para construir um abrigo de emergência mesmo em ambiente urbano, filtro de água e as mais variadas combinações de equipamentos para um possível "Ataque Zumbi".
    Após alguma pesquisa, entre muitas sugestões de EDC's na internet, atualmente carrego diariamente alguns itens que fazem parte das minhas atividades diárias, ou uma emergência bem possível.


  Segue descrição do meu kit EDC:
    1. Carteira Victorinox. Bem resistente, já tem mais de 1 ano de uso e não apresenta nenhuma marca de desgaste.
    2. Kit de Lockpick. Em algumas ocasiões já precisei abrir a porta da minha casa pois a chave ficou dentro.
    3. Tubo estanque marca "EDC Gear". Feito em alumínio e pintado na cor laranja de fácil visualização. É usado para guardar com segurança e à prova d'água os seguintes itens:

  • "Band-Aids" da marca Nexcare (3M) resistentes a água
  • Fósforos
  • Cotonetes
  • Lixa de unha pequena
  • 4 Comprimidos de Clor.in para purificar 1 litro de água cada um
  • Pequeno kit de costura
  • Duas bolinhas de algodão
  • Kit de Lockpick
    4. Lanterna Fenix HL 10. Esta pequena lanterna vem com um suporte para ser utilizada como lanterna de cabeça, mas permite ser utilizada separadamente. Possui sua lente em um angulo de 90 graus com relação ao corpo. Utiliza apenas uma pilha palito mas ainda assim emite um facho de luz com respeitáveis 50 Lumens. No modo mais econômico emite cerca de 3 Lumens e tem autonomia de até 30 horas.


    5. Isqueiro Bic Mini com "Silver Tape" em sua volta. Acredito que não seja necessário explicar a função de um isqueiro entretanto a fita adesiva tem milhares de utilidades no dia-a-dia. 
    6. Celular com varios aplicativos de uso diário como: e-mail, GPS, Navegador de Internet, MP3 player, máquina fotográfica, filmadora, Facebook, Zap Zap (WhatsApp). Este modelo de celular é também resistente a água e pode ser até mesmo submerso em 1 metro de água. Sua bateria tem autonomia de até 1 semana com pouco uso ou cerca de dois dias inteiros em uso normal.
    7. Relógio com: Bussola, Altímetro, Barômetro, Termômetro, Cronômetro e até mesmo mostra as horas.
    8. Canivete multifunção Leatherman Wave. Esta magnifica ferramenta é muito útil diariamente, possui muitas utilidades como: Alicate de ponta fina, Alicate de corte, Decapador de fios, Lamina lisa, Lamina serrilhada, Lima, Tesoura, Serrote, Chave Philips média, Chave de Fenda média, Chave philips micro, Chave de fenda Micro (ótima para apertar parafuso de óculos), Abridor de latas, Abridor de garrafas, Régua de 8 polegadas, Régua de 20 centímetros.
    9. Pulseira de sobrevivência com: cerca de 5 metros de cordelete de paraquedas que suporta até 150Kg. Possui também um apito de emergência na fivela e ainda uma pequena pederneira de magnésio para acender fogo.

    Agora que você já sabe que todas as tralhas que carrega podem ser organizadas em um kit EDC acredito que não tem mais motivo ficar de fora.

    Obrigado pela visita.

Walgran e família.

domingo, 28 de setembro de 2014

Selva, Chuva, Camping e Bushcraft

    Este vídeo mostra alguns detalhes da aventura que eu participei com meu amigo Felipe.
    Mostra também alguns equipamentos. Nesta aventura, utilizei pela primeira vez a Barraca Nemo Meta 2P, o fogareiro Azteq Spark e a roupa Impermeável/Respirável (calça e jaqueta) da Quechua. Vou fazer uma matéria sobre cada um deles no futuro.

sábado, 13 de setembro de 2014

Nemo Meta 2 - Preview

    Este é o primeiro video do meu canal do YouTube sobre a barraca Nemo Meta 2P.
    Se você utiliza bastões de caminhada nas suas trilhas, pode reduzir muito o peso do seu equipamento utilizando uma barraca que não possui varetas.
    A Meta 2P pesa cerca de 1,3Kg, menos da metade das barracas de duas pessoas mais comuns, mesmo na categoria leve. Sendo uma das barracas de maior área, possui dois avanços em lados opostos com espaço para todos os equipamentos de duas pessoas.
    Mais alguns detalhes no video.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Quanto mais leve, melhor.

    Quando você está caminhando com uma mochila pesada, todo seu corpo sofre, os joelhos, as pernas, as costas e até os braços. É um alívio tirar a mochila, que você solta no chão fazendo um grande barulho.




    Existe uma nova cultura que atualiza antigos padrões de peso. Na cultura antiga, sua mochila não deve pesar mais do que 30% do peso do seu corpo, ou seja, se eu peso 70kg não devo levar mais de 21kg. Na nova cultura o peso da sua mochila é avaliado em algumas faixas de peso. Estes são pesos base, ou seja, não incluem consumíveis como: alimento, água, combustível para o fogareiro e qualquer item que você esteja vestindo.



  • Militar - acima de 30kg. (com muita munição)
  • Pesada - entre 20kg e 30kg
  • Normal - entre 10kg e 20kg.
  • Leve - entre 5kg e 10kg.
  • Ultraleve - entre 2.5kg e 5kg.
  • Super Ultraleve - abaixo de 2.5kg.

    É claro que para se conseguir galgar as faixas mais leves existem algumas opções:
  • Comprar tudo novo, escolhendo os equipamentos mais caros e leves.
  • Fazer seus próprios equipamentos, ou utilizar recicláveis e descartáveis e coisas que você já tem em casa.
  • Uma combinação das opções acima.
    Antes de preparar a sua mochila, espalhe tudo em cima de uma mesa ou no chão da sala e olhe atentamente para cada item. Considere se você irá utilizar cada item nesta viagem e deixe em casa o que não precisa. Mesmo se você concluir que irá utilizar este item, considere se pode ficar sem ele. Por exemplo: Você pode ficar sem pentear os cabelos durante este período? Assim pode pensar em deixar em casa a escova de cabelos.
    A melhor maneira de reduzir peso é deixando em casa o que você não precisa. O que ficou, pesa ZERO na sua mochila.
    Cuidado com mochilas grandes, você sempre acha que precisa ocupar todo o espaço dela e termina levando coisas de que não irá precisar. 
    Consiga uma balança e pese cada item da sua mochila, inclusive a mochila. Faça uma planilha no computador, relacione todos os itens e seus pesos, experimente ir trocando opções e some todos os pesos. Considere se você pode utilizar algo mais leve para fazer a mesma função em cada item.
    Procure utilizar itens que possam servir para mais de uma função. Por exemplo: Os bastões de caminhada podem ser utilizados como estrutura para a montagem de alguns tipos de barracas que por não utilizarem varetas, são MUITO mais leves. A minha barraca pesa 810g por usar esta opção.
    Repita este processo várias vezes. Você vai se surpreender como a cada passada por todos os itens da mochila, e ponderando se realmente vai precisar dele, você vai deixar mais alguma coisa em casa.

    Na foto acima podemos ver TODO meu equipamento para trilha. Uma mochila de 22 litros que, carregada, pesa menos de 4Kg, uma pochete com duas garrafas e um bolso grande, dois bastões de caminhada, luva para trilha, calça com zíper nas pernas que fica como uma bermuda, relógio com bússola e um tênis bem leve que ficou fora da foto.

    Vou descrever primeiro os itens que carrego fora da mochila:
    Bastão de caminhada Quechua Forclaz 500 Light (230g)(Link do produto). Sua estrutura telescópica pode ser ajustada até 1,3m da altura. Andrew Skurka, uma Super Celebridade das trilhas nos EUA, recomenda o uso de dois bastões de caminhada para aliviar o esforço nos joelhos e ajudar no equilíbrio. 

     Pochete Kailash KTR 5L (320g)(Link do produto), possui duas garrafas de 750ml cada. Seu bolso frontal permite que itens frequentemente utilizados estejam sempre ao alcance da mão. É ideal para guardar alguns chocolates e guloseimas que serão consumidos durante a caminhada. Nesta foto podemos ver também: canivete Guepardo Atom 22 (128g)(Link do produto), repelente em creme 100ml (93g), A maravilhosa lanterna Petzl Tikka RXP (115g)(detalhes nesta matéria), protetor solar fator 40 com 50ml (65g).


     Luva Gripworkx para trilha (Importado), repare no reforço de couro do dedo indicador até o polegar na área de maior contato com o bastão. Toda a palma da mão é de material anti-derrapante.


    Relogio Guepardo Eletronic Adventure (Link do produto). Este relógio é muito interessante, possui: altímetro, barômetro, termômetro e bússola. Seu maior defeito é de não ser muito resistente a água, o que é um problema para um produto que se destina ao uso selvagem. No site diz que aguenta chuva, mas não pode ser submerso na água. (Veja detalhes no blog Sobrevivencialismo).

    Mochila Sea to Summit Ultrasil Dry Daypack (90g)(Link para o produto). Isso mesmo, esta mochila feita de tecido Cordura, que é um nylon siliconizado pesa 10% do peso da minha mochila anterior.


     O fecho é impermeável como um saco estanque. Esta mochila é realmente a prova d'água. Possui vedação interna nas costuras. Esta cordinha é para permitir a fixação de alguns objetos na parte externa, como meias penduradas para secar enquanto se caminha, permite também que se comprima a mochila para reduzir a movimentação do conteúdo caso ela não esteja muito cheia.


    As alças são feitas do mesmo tecido da mochila, neste caso foi necessária uma pequena mudança. A alça é feita de duas camadas de tecido costuradas, mas quando se coloca a mochila nos ombros este tecido não fica confortável. Eu cortei uma pequena parte da costura e inseri duas peças de EVA de 3mm de espessura em cada lado e costurei novamente. Agora é muito mais confortável nos ombros, mesmo com a mochila cheia.

    Por falar em mochila cheia, este é o conteúdo dela. Vou descrever na sequência:
  • Saco escrito Exped (957g). Saco original do isolante térmico Exped Downmat Lite 5 que vai dobrado no fundo da mochila formando uma estrutura para apoiar as costas. Este saco agora contém a barraca para 2 pessoas Trilhas e Rumos Flash 2 (810g)(Link do produto). Esta barraca custa menos de R$ 170,00 no site www.zereuequipamentos.com.br (detalhes nesta matéria), 6 estacas de alumínio (90g) e também a bomba para encher o isolante térmico.


  • Saco de dormir Deuter Dreamlite 500 (Link do produto) + roupas (816g). Este saco de dormir é indicado para temperaturas: conforto + 13°C, limite +10°C e extrema -3°C. É muito compacto e bem leve (580g), seu tecido é bem confortável. Caso esteja muito frio, este saco de dormir será utilizado em conjunto com o SOL Scape Bivvy (descrito abaixo). No mesmo pacote, também consegui comprimir um par de meias e uma troca de roupa.



  • Rede mosquiteira para cabeça Nautika. Utilizado como bolsa para vários itens pequenos(591g):


    1. Kit de higiene (66g): Escova de dentes, pasta de dentes, toalhinha, protetor labial (ChapStick).
    2. Kit de emergência (41g): vários Band-Aid's diferentes, gaze, analgésico, cortador de unhas, sachet de limpeza para ferimentos.
    3. Kit de utilidades (140g): vários sacos de lixo, Silver Tape, 20m de cordinha, Antiséptico.
    4. Kit de sobrevivência Bear Grills (319g): Kit original (detalhes nesta matéria), pastilhas Clorin, isqueiro, bússola, kit de reparo para o isolante térmico.
    5. Toalhas humedecidas (Baby Wipes) para limpeza pessoal.

  • Saco escrito SOL Scape Bivvy - Kit de Cozinha (173g): Este saco contém os itens de cozinha: Uma pequena panela com capacidade para 450ml e tampa de papel alumínio grosso, fogareiro para etanol feito com latinha de refrigerante, corta vento (papel alumínio), colher plástica Quechua, Sea to Summit X Bowl (tigela de silicone), garrafa de etanol (álcool de posto), pequeno tubo de detergente, pequena esponja, filtro de água e garrafa flexível de 32oz (quase 1 litro) Squeeze Sawyer.


  • Saco de alimentos: Talharim, Risoto de arroz, Sopa instantânea, Suco em pó, Clif Bar, Energy Gel, chocolate Snickers, Protein Bar, Knorr Quick (sopa de copo). De acordo com a duração da trilha a quantidade de alimentos vai mudar. Algumas dicas: O chocolate Snickers tem uma quantidade imensa de calorias, muito bom para repor energias durante a caminhada. Sopas instantâneas são uma grande fonte de sódio, que no dia a dia devemos evitar, mas durante um período de grande fadiga muscular o sódio e sais minerais são muito necessários.

  • Corta vento Track & Field amarelo (160g) (Como estou bonito nesta foto!!!). Esta blusa é impermeável mas ao mesmo tempo é respirável ou seja, permite que o vapor saia mas não deixa a água entrar. Tem dupla função pois pode ser utilizado para sinalização. Na foto vemos também o chapéu com abas Quechua.
  • O pequeno saco azul é a embalagem original da mochila. Sim a mochila veio neste saquinho minúsculo que hoje leva um pequeno canivete e uma pequena lanterna que posso utilizar em caso de emergência. Abaixo vemos: Estacas de aluminio, Lanterna Petzl e+lite e canivete Leatherman Style PS.


  • Travesseiro Klymit Pillow X Recon (68g)(importado). Este travesseiro tem um desenho que ajuda a manter a cabeça no centro, assim como permite um conforto muito maior para a orelha, quando se está deitado de lado. Cabe neste pequeno saco acima na foto.


  • Saco de dormir de emergência SOL Scape Bivvy verde oliva (226g)(importado). Este saco de dormir é composto de um material que é ao mesmo tempo resistente a água e também respirável. Pode até parecer frágil, mas tem gente usando ele regularmente a mais de 2 anos sem problemas. Mesmo no frio, nosso corpo libera uma grande quantidade de vapor, por isso é essencial que não se utilize nenhum material impermeável como isolante, ou você vai amanhecer ensopado. Este material também é aluminizado pelo lado interno, refletindo o calor do corpo de volta. É muito eficiente. Vi muitos relatos de pessoas que utilizam somente este saco para dormir na neve, obviamente também vestindo agasalho durante a noite. Minha idéia é utilizar este saco de dormir por fora do Deuter 500 e somar as capacidades térmicas, além de proteger o Deuter de água pelo lado de fora. Assim como o isolante térmico vai dobrado na traseira da mochila, este saco de dormir dobrado vai na frente da mochila por dentro.

  • Isolante térmico inflável Exped Downmat Lite 5 (613g)(Detalhes nesta matéria). Este colchão isolante é revestido internamente com penas, sendo além de confortável, indicado para temperaturas de até 5 graus negativos.
  • E por último esta pequena bolsa preta é um aquecedor Nautika para saco de dormir (Link do produto). Muito útil quando você é surpreendido por um frio maior do que estava preparado. Quando você abre o saquinho plástico e o ar entra em contato, o material interno se aquece até 50°C por até 10 horas. É indicado para ser colocado nas axilas, ou outro local onde o calor seja rapidamente espalhado pelo corpo para evitar hipotermia.

    Já fiz uma trilha carregando este equipamento. Foram 9,5 km sendo ida e volta com uma boa subida acima de 1000m de altitude. Durante todo o trajeto e mesmo ao final, pude sentir como se estivesse caminhando sem nenhum peso.
    Recomendo a todos o objetivo de reduzir o peso do seu equipamento para a categoria Ultraleve. Sinta a liberdade de poder explorar todos as maravilhas sem o fardo de uma carga pesada.

    Obrigado pela visita.

    Walgran e familia.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Lanterna Petzl Tikka RXP - Iluminação como você nunca viu.

    Existem algumas inovações tecnológicas que não somente agregam facilidades e conforto, como aumentam muito a eficiência de dispositivos que nos parecem tão triviais como uma lanterna.



    Estamos falando da Lanterna de cabeça fabricada pela Petzl, modelo Tikka RXP, que é parte da linha Performance de iluminação desta marca francesa.





    A grande inovação deste produto é a chamada Iluminação Reativa, que permite que a lanterna auto ajuste a sua intensidade de acordo com a necessidade, ajudando a reduzir o consumo de energia e aumentando a autonomia da bateria. Na imagem acima podemos ver que a frente da lanterna possui 4 lentes: um sensor de luz; um farol baixo, com distribuição difusa e horizontal da luz; um farol alto, com foco bem dirigido e profundo e um farol vermelho.

    Quando você está lendo um mapa, a luz reflete no mapa e retorna para seus olhos, retornando também para o sensor que automaticamente reduz a intensidade da iluminação, bem como utiliza uma iluminação mais difusa e suave, facilitando a leitura. Nesta situação a intensidade é da ordem de 7 lumens. Este modo é mais do que suficiente para procurar coisas dentro da mochila, bem como qualquer outra tarefa dentro da barraca.
    Quando você levanta a sua cabeça e olha para um caminho mais distante do que o mapa, a luz que é refletida de volta para os seus olhos é drasticamente reduzida, sendo também percebida pelo sensor da lanterna que automaticamente aumenta a intensidade luminosa, bem como utiliza um combinação de fachos difusos e focados, aumentando a intensidade a até 215 lumens. Sendo que esta combinação de fachos permite uma perfeita visualização do caminho mais próximo dos seus pés, bem como o foco dirigido permite uma clara visão do caminho em distancias superiores a 150 metros.
    Toda esta variação de intensidade acontece de forma contínua e proporcional, suavemente variando entre o feixe de luz difuso e o farol dirigido de forma linear e suave.



    A iluminação com capacidade de atingir 215 lumens é algo realmente útil. É muita luz e o mais importante: A qualidade do conjunto óptico é incrível. Não existem manchas ou anéis no foco de luz. As lentes possuem difusores "Fresnel" e sua qualidade garante uma homogeneidade de luz que nunca vi em uma lanterna. Parece o foco dos farois de Xenon dos mais sofisticados carros importados.

    Um toque no botão superior permite alternar entre 3 níveis de intensidade máxima, ou seja, em todos os 3 modos a menor intensidade é de 7 lumens, mas a maior intensidade pode ser selecionada entre os 3 níveis, evitando ofuscamentos por luz em demasia, bem como mantendo a autonomia das baterias.
    O video abaixo está em inglês mas mostra o funcionamento desta tecnologia em mais detalhes.



    Como se não bastasse tudo isso, ela ainda tem outras surpresas. Você pode selecionar com um botão na lateral entre 3 modos: Reativo; Constante e Vermelho.

    O modo Reativo é o que acabei de explicar.
    O modo Constante desativa o sensor de luz e permite a iluminação com intensidade regulada, ou seja não varia de acordo com a carga da bateria, mas a intensidade é mantida com um valor de lumens continuo. Este modo também possui 3 níveis de intensidade estáticos e selecionáveis manualmente pelo botão superior.
    O modo vermelho é utilizado para sinalização, mas sua principal função é de não ofuscar nossos olhos, mantendo a visão noturna. Imagine que você está apreciando a noite com a luz de uma grande lua cheia, mas precisa pegar algo dentro da mochila. Se você acender uma luz branca, suas pupilas irão de contrair e sua visão noturna será grandemente reduzida por muitos minutos depois que você apagar a lanterna. Com a utilização da luz vermelha, suas pupilas terão apenas uma pequena variação e após o desligamento da lanterna, a sua sensibilidade a luz da lua estará pouco reduzida, eliminando a cegueira temporária até a acomodação dos seus olhos à luz natural.
    Além de tudo isso já mencionado, ainda tem mais... Acompanha o produto uma bateria inteligente de Lítio de 1800mA/h que pode ser recarregada por uma porta USB. O tempo de carga é inferior a 5 horas, mas o mais incrível é que esta porta USB pode ser conectada a um computador e com a utilização de um aplicativo, que pode ser baixado gratuitamente no site da Petzl, podemos programar como queremos que a lanterna se comporte. Isso mesmo, podemos programar como queremos que cada modo utilize as baterias, ou até qual distância queremos iluminar. Notem na imagem abaixo que você pode ajustar cada um dos 3 níveis, tanto para o modo Reativo, como para o de luz Constante. É possível escolher uma autonomia desejada em horas e ele vai calcular quanto de intensidade máxima será possível para garantir este tempo de trabalho. No meu caso eu já ajustei o nível de intensidade mais baixo para uma autonomia de 20 horas ao invés de 10 horas que era o padrão. Ainda assim, acredito que mesmo no modo econômico, seja bem forte para os trabalhos normais no acampamento.
    Ao final da carga da bateria em qualquer dos modos, existe ainda uma carga de segurança, onde a lanterna ainda possui capacidade para mais 1 hora de funcionamento na intensidade de 7 lumens. Isto para não te deixar na mão no meio de uma atividade.
 

    No modo econômico e com uma utilização de cerca de 4 horas por noite, ainda teremos uma autonomia garantida de 5 noites, podendo chegar a 10 noites antes de precisar de uma recarga, que pode ser feita facilmente com um carregador solar ou um modulo de bateria com saida USB, caso você não possua uma tomada por perto, isso em menos de 5 horas.

    Ainda com tudo isso, esta maravilha pesa apenas 115 gramas, ou seja, é muito leve se comparada a outras lanternas de mão. É claro que é pesada se comparada com minha outra lanterna da Petzl a e+lite que pesa apenas 27 gramas e uso como backup, as duas estão na minha mochila.

    Espero que vocês tenham gostado da novidade.
    Deixem seus comentários.

    Walgran e família.

sábado, 24 de maio de 2014

Aventura na Floresta. Navegação com Bússola, GPS e o conforto de uma rede.

     Eu sempre tive a impressão de que andar pela floresta fechada era algo difícil, mas ao mesmo tempo achava que não teria muita dificuldades para, pelo menos, andar em uma linha reta.
     Nesta matéria gostaria de contar a minha primeira experiência nesse ambiente, onde muitas lições foram aprendidas.
     Eu e meu amigo Rodrigo Lacerda estivemos conversando sobre esta aventura já faz um bom tempo, e eu estava me preparando a alguns meses. Conseguimos então marcar em um sábado e, após alguns e-mails, combinamos o local e o horário, bem como alguns equipamentos que seriam necessários.
     Na data marcada, acordei cedo e me vesti com roupas apropriadas: Calça conversível em bermuda com tecido de secagem rápida, camiseta, Anorak, chapéu com abas largas feito em tecido de secagem rápida, botas de trilha feitas em tecido impermeável, mas respirável. Levei também a mochila com os equipamentos: rede de selva, saco de dormir, isolante térmico, bolsa de hidratação 1.8L, comida, lanternas, faca, facão, kit de higiene, kit de sobrevivência, mapa, bússola e GPS.
     A bússola que utilizamos é muito precisa e possui as melhores funcionalidades de uma bússola combinadas: precisão de 1 grau no "limbo" giratório; anel externo também graduado, que pode ser girado para compensar a declinação magnética; lente para visualizar a escala e mira para você poder identificar no horizonte algum ponto (arvore, montanha e etc.) que esteja exatamente na direção que você precisa ir, assim você não precisa ficar olhando o tempo todo para a bússola para ir na direção exata. Além disso tudo, ela possui réguas e escalas para marcação de mapas e pesa apenas 50g. Link: Bússola Quechua 500



     Assim que chegamos, fomos encher o cantil com água para a caminhada. Caminhamos um pouco por uma trilha, mas logo resolvemos sair da trilha e praticar um pouco de navegação com bússola e mapa. Preciso confessar que logo de cara descobri que caminhar entre as árvores fora da trilha é muito difícil, pois há muitos galhos e vegetação fechada.



     O que mais me surpreendeu foi a questão de direção dentro da mata fechada: sem a bússola é quase certo que você vai andar em círculos. Eu me considero uma pessoa com um bom senso de direção, mas ao contornar uma árvore a percepção que eu tinha de em qual direção estávamos indo, em comparação com a direção real indicada pela bússola, estava bem equivocada: eu estava errado em até 30 graus. Isto significa que a falta de visão do céu, bem como a densidade de árvores, compromete muito a percepção de direção.

     Minha recomendação após esta experiência é: NUNCA saia em uma trilha sem mapa e bússola.


     Havia também vida "selvagem", como o pequeno esquilo desta foto.

     Após a experiência de caminhar pela trilha usando o mapa e bússola, contando passos e marcando com detalhes cada mudança de direção no mapa, utilizamos também a alta tecnologia disponível atualmente.

     Meu celular possui instalado o aplicativo "Trimble Outdoors Navigator", disponível para Android e iPhone. A Trimble é uma das maiores fabricantes de GPSs de alta precisão para geólogos e aventureiros. Link: Trimble Outdoors NavigatorEste aplicativo é muito útil e permite que você faça o download dos mapas topográficos, com o nível de zoom desejado, da área que pretende explorar para poder caminhar tranquilo, mesmo se a área NÃO tiver cobertura de celular. Note que não estamos falando dos mapas de ruas do Google, que não servem para nada dentro do mato: são mapas topográficos, com as curvas de nível do terreno, e até as trilhas que fizemos estavam marcadas no mapa. Achei que não haveria este nível de detalhe nos mapas aqui do Brasil, mas fiquei muito surpreso. Na versão gratuita já é possível fazer uma boa aventura. Com a versão paga, é possível configurar uma quantidade muito maior de memória para armazenamento de mapas entre outras vantagens.
     O video acima está em inglês, mas é um pequeno indicativo das facilidades do aplicativo.

     Na hora do almoço não poderíamos deixar de esticar as nossas redes para descansar. Fizemos um sanduíche de mortadela bem caprichado e também um suco. Depois de horas de caminhada e muita subida, almoçamos a cerca de 1000 metros de altitude.




      A rede que que utilizei é da empresa canadense Hennessy Hammock, e já inclui a tela mosquiteira acoplada na rede. Não há riscos de insetos como mosquitos, aranhas, escorpiões e outros te atacarem se você estiver lá dentro. Na foto abaixo estou deitado fora da rede, por cima da tela. Nesta configuração a rede pode ser utilizada como cadeira para facilitar o preparo de alimentos ou mesmo para um bate papo.




    A rede possui elásticos que ajudam a abrir a largura, facilitando a entrada, bem como garantindo um grande espaço interno, quase como uma barraca nas alturas. A entrada é por uma abertura na parte de baixo, que possui fecho com "Velcro".




     Possui também uma "Tarp" para proteção contra chuva (não mostrada nas fotos), que já vem acoplada na própria rede, não sendo necessário pontos de amarração adicionais nas árvores.




     O video acima mostra o próprio Tom Hennessy demonstrando sua invenção. Apesar de estar falando em inglês, é fácil ver como é a rede completa. Note como é fácil e rápido para se entrar e sair da rede.
   

     Foi uma aventura muito legal, com uma ótima vista da cidade de São Paulo lá de cima.

    Agradeço ao Rodrigo Lacerda pela paciência comigo, principalmente nas subidas longas, já que não estou tão em forma física como ele e precisamos caminhar devagar.



     Obrigado à todos pela visita.


     Walgran.