quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Camping do Siri - Marataízes-ES

Olá galera campista.

Conforme anunciado, vamos falar sobre nossa viagem para Marataízes-ES. Como eu ainda não tinha a idéia de fazer um blog então não tenho muitas fotos para mostrar.


Pesquisamos muito para escolher um camping com algumas características que desejávamos na ocasião.

Em maio já estava começando a ficar frio aqui em São Paulo, e tinha que ser num lugar quente.
Decidimos que teríamos que tentar ir o mais para o norte possível, queríamos que tivesse praia, também não poderia ser muito longe, para não passar todo o feriado na estrada. Procuramos campings na região de Búzios, mas a infra estrutura era muito "fraquinha" como o Ricardo em seu post relatou muito bem: http://campingefamilia.blogspot.com.br/2013/08/camping-dunas-do-pero-cabo-frio.html

Pesquisando na internet o Camping do Siri foi muito bem recomendado em todos os posts sobre ele, inclusive está relacionado com um dos melhores no site: http://www.ocampista.com.br/melhores.php


Escolhemos então o http://www.campingdosiri.com.br e agora tínhamos que preparar um roteiro. Planejamos em sair de São Paulo na quarta feira depois do almoço e assim chegar o mais perto possível do Rio de Janeiro em um só dia, decidimos que iríamos parar para dormir em Barra Mansa, já no estado do Rio. Nos nossos planos queríamos chegar em Campos dos Goytacazes para almoçar e chegar em Marataízes até o meio da tarde.


No dia marcado, colocamos as tralhas no carro, agora com um bagageiro para ajudar. Colocamos no bagageiro: mesa, lonas, sacos de dormir (x4), cadeiras dobráveis (x4), extensão elétrica grande, moveis de cozinha (x2) e ainda sobrou espaço para coisas menores nos espaços, tipo: várias caixas de brinquedos, bolsas e etc.

No carro foram: barraca (Quechua T4.2 XL Air), gazebo, cooler termoelétrico, malas de roupas (X4), mesa dobrável com 4 banquetas, caixa com alimentos, panelas, galão de água mineral de 10L, fogareiro, edredons (x4), travesseiros (x4), vassoura, lâmpadas fluorescentes (x2) e obviamente eu, minha esposa e meus dois filhos.

Saímos no meio da tarde e pegamos a Rod. Carvalho Pinto para evitar o máximo possível da Via Dutra. Depois de São josé dos Campos, pegamos um pouco de congestionamento por causa de um acidente mas depois com um pouco de chuva, tivemos que continuar sem muita pressa. Chegamos em Barra Mansa por volta das 21:00hs. Estacionamos e levamos uma mala de roupas já preparada para aquele pernoite. Também levamos a Geladeira para deixar ligada no quarto, para não acabar com a bateria do carro. Detalhe, em Barra Mansa, a cada 30 minutos passa um trem buzinando, a noite toda!!!


Saímos de Barra Mansa por volta de 8:30hs e rumamos direto para o Rio de Janeiro, nosso objetivo era passar pelo Rio entre 10:00 e 11:00 para evitar muito trânsito já que era véspera de feriado. O tempo estava bem nublado no Rio.

Início da Ponte Rio-Niterói

Passando Niterói só tem pista dupla por alguns quilômetros, depois disso deu muita saudade das rodovias de SP. Muito caminhão, pista simples e muito motorista imprudente, mas também paisagens bonitas.


Chegamos em Campos por volta das 14:00 o que me deixou preocupado, não queria montar a barraca de noite, almoçamos rapidamente e pegamos a estrada. O GPS deu opção de dois caminhos, um pela BR 101 e outro pela Rod do Sol. Como não aguentávamos mais tanto caminhão resolvemos pegar a Rod do Sol. Passamos por algumas cidadezinhas bem bucólicas, dirigimos diretamente rumo a leste, pelo menos com uma certeza: iríamos chegar na praia.


Chegamos a Rod do Sol, mas "surpresa!!!" a estrada era de terra. A vista era linda, na beira do mar, com muito poucos veículos, a terra era lisinha e deu para trafegar a cerca de 80Km/h. Em cerca de 25 minutos estávamos no asfalto e já pertinho do Camping.






Finalmente chegamos ao camping por volta das 17:00hs o que deixou pouco tempo com luz para iniciar a montagem da barraca. Rapidamente montamos o gazebo e penduramos as luzes fluorescentes para ajudar a terminar o trabalho quando o sol se foi. Eu ainda não mencionei que desta vez levei uma tela mosquiteiro para o Gazebo. Montamos a barraca, eu e meu filho já tínhamos assistido várias vezes o vídeo da Quechua e até montado uma vez, mas não tivemos a mesma performance. Levamos cerca de 40 minutos para armar só a barraca. Após as 20:00 estávamos tomando banho para poder jantar e cair na cama (sacos de dormir).

No dia seguinte terminei de arrumar alguns detalhes, nossa cozinha ficou bem legal. Esse fogão com queimador infra-vermelho é muito eficiente (note embaixo da panela que está aceso vermelhinho). Farei um post sobre ele depois.


A barraca foi acoplada ao gazebo, utilizamos a tela mosquiteira para vedar a passagem de mosquitos e um pouco de "silver tape" deixou tudo no lugar.


Cobrimos com uma lona unindo o gazebo à barraca. A porta da frente da barraca era a entrada para um "hall" entre os quartos. O acesso pela porta traseira da barraca ao gazebo, que ficou perfeitamente ajustado, era como uma grande barraca fechada para os insetos, mas com visão total e super arejada.




Quando chegamos lá não tínhamos esta lona azul, levamos uma lona amarela daquelas bem finas, mas com uma chuvinha quando não estávamos na barraca, empoçou água em cima e derrubou a lona. Felizmente tínhamos saído justamente para comprar esta lona e um pacote de elásticos com ganchos, que são perfeitos para prender a lona.

A tela mosquiteira foi muito útil, ficávamos de noite aproveitando a brisa do mar, jogando e conversando, enquanto os insetos batiam contra a tela.

Cada uma das 5 áreas de acampamento possui vários postes de concreto com grandes caixas de tomadas elétricas de 110V. Como especialista, fiquei muito satisfeito com a qualidade das instalações elétricas, dimensionamento da fiação, quadros de distribuição e etc. Não corremos risco de incêndio por problemas elétricos no camping. Durante a nossa estadia, os técnicos da SKY estavam instalando e alinhando uma antena e qualquer um que levar o seu receptor, pode conectar o cabo em um distribuidor e assistir a sua própria TV via satélite.


O Camping do Siri é realmente muito bom, tinha desde as 9:00hs quando os monitores vinham buscar as crianças cantando e batucando, até as 19:00, atividades como tirolesa, arvorismo, gincanas, futebol de sabão e etc. As crianças gastavam muita energia e se divertiam. No pacote do feriadão tiveram dois bailes com música ao vivo no salão do restaurante que conta com um ótimo palco. No geral ouvimos "arrocha" até não aguentar mais, parece que é só isso que se ouve por lá.






O camping tem uma estrutura muito grande e é dividido em 5 grandes áreas para acampamento, desde as áreas para a galera do agito até uma área chamada "Radicais do Sossego", onde até de dia é proibido tocar música. Como a praia fica bem em frente ao camping, dormimos ouvindo as ondas. Os banheiros são bem grandes e limpos, um em cada uma das 5 áreas. Grandes "playgrounds" tem brinquedos para crianças de todos os tamanhos. Monitores acompanhavam a criançada o tempo todo.






Esta portaria que dá acesso ao mar é vigiada com segurança 24 horas




No geral foi um acampamento magnífico. Passamos um ótimo feriado.

Realmente recomendamos o Camping do Siri e concordamos que é um dos melhores. Para quem gosta de agito no carnaval, o camping recebe mais de 2.000 pessoas. Claro que neste período não tem chance de ter algum lugar silencioso.

Agradeço a sua visita.


Walgran e família.